Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Covid-19: Em média, três eventos com aglomeração são interditados por dia

Relatório divulgado pelos Bombeiros mostra que em dois meses foram flagrados quase 200 casos de desrespeito às medidas de proteção contra o coronavírus

Por Luiza Maia Atualizado em 27 jan 2021, 16h31 - Publicado em 27 jan 2021, 14h58

Nem a alta nos números de casos e óbitos pela Covid-19 inibe parte da população do Rio. Imagens de aglomerações em vários lugares da cidade viralizaram na internet e mostram que, em busca de diversão, cariocas e turistas vêm se arriscando com frequência não só em lugares ao ar livre, mas também em bares e festas clandestinas. Pior: sem respeitar os protocolos básicos de saúde. Um relatório divulgado pelo Corpo de Bombeiros trouxe números que impressionam.  

+Covid-19: Rio começa a vacinar profissionais de saúde com mais de 60 anos

De acordo com o levantamento, quase 200 eventos foram interditados em todo estado nos últimos dois meses, o que dá uma média de mais de três festas interrompidas diariamente. Cerca de 530 denúncias sobre irregularidades foram recebidas pela corporação neste período.

Aglomeração, falta de álcool 70% disponível para o público e ausência de máscara de proteção fazem parte do rol de medidas obrigatórias que vêm sendo ignoradasNo último fim de semana (23 e 24 de janeiro), 41 multas por infrações sanitárias foram aplicadas somente na cidade do Rio.

Meteorologia: Rio terá recorde de calor nos próximos dias

Continua após a publicidade

Oito estabelecimentos que fugiram ao protocolo foram interditados – é bom lembrar que na capital, onde todas as 33 regiões administrativas apresentam alto risco de contaminação pela Covid-19, a realização de shows ao vivo e a utilização de pistas de dança estão proibidas, assim como não é permitido o atendimento a clientes que não estejam sentados às mesas de bares e restaurantes. As medidas, no entanto, parece que “não pegaram” em boa parte do município. 

+Os “fura-filas” da vacina: por que alguns se acham mais importantes?

Um dos eventos com aglomeração criticados pelo prefeito Eduardo Paes em recente entrevista, a roda de samba na Pedra do Sal (Zona Portuária) foi alvo de uma operação de fiscalização na noite desta segunda (25), dia em que ela tradicionalmente acontece há alguns anos. A ação resultou na interdição de dois depósitos clandestinos de bebidas, dois bares multados por servir clientes em pé e pela falta de licenciamento sanitário, além da apreensão da mercadoria de quatro vendedores ambulantes.

Divulgado nesta terça (26), o mais recente boletim da Secretaria de Saúde mostrou que em 24 horas foram confirmados mais 4 160 casos e 187 óbitos pela Covid-19 em todo o estado. No total, já são 505 596 contaminações e 29 043 mortes desde o início da pandemia. A cidade do Rio responde por 185 560 destas confirmações e por 16 838 vítimas.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade