Clique e assine por apenas 4,90/mês

Coronavírus: salão de celebridades em Ipanema ignora decreto

'As mulheres estão ficando deprimidas com os cabelos brancos', diz a dona do Care; ela garante que protocolos de prevenção à Covid-19 vêm sendo respeitados

Por Da Redação - Atualizado em 28 Maio 2020, 10h23 - Publicado em 26 Maio 2020, 15h19

Apesar de os salões de beleza ainda estarem proibidos de funcionar na cidade por força de um decreto do prefeito Marcelo Crivella, o Care Body and Soul, frequentado por celebridades em Ipanema, continua atendendo seus clientes em pleno período de isolamento social. Em vídeo postado no Instagram, a empresa afirma que está disposta a “romper paradigmas” e divulga as ações tomadas para evitar a contaminação de funcionários e clientes, a começar pela desinfecção da casa e pela instalação de um túnel de ozônio logo na entrada.

Coronavírus: Polícia Militar do Rio tem 1296 doentes e 17 mortos

Segundo a sócia do salão Ivani Werneck, a Pimenta, somente os profissionais que não usam transporte público estão indo trabalhar (“a pé ou de bicicleta”) em sistema de rodízio, e o atendimento é feito com hora marcada. “A casa tem 450 metros quadrados, é toda ventilada, não tem aglomeração nenhuma, estamos seguindo todos os protocolos”, diz. Pimenta sabe que, pelo menos no Rio, salões de beleza não são considerados serviços essenciais. Mas para ela, é quase como se fosse. “Não é essencial mas é importantíssimo. Muitas mulheres estão ficando deprimidas porque os cabelos estão brancos e não tem ninguém para pintar”. Veja o vídeo:

Filho de Sérgio Cabral ironiza eleitores de Witzel: ‘Cês tão com saudade?’

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Estamos conscientes que precisamos romper paradigmas e criar novos habitos. Ozônio, hipoclorito de sódio, álcool em gel e máscaras, são nossos aliados. E as atenções estão voltadas para novos cuidados. Só atenderemos com hora marcada. Evitem vir acompanhados. Yes, We care! Vídeo: @brendonpravato_

A post shared by Care Ipanema (@careipanema) on

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade