Continua após publicidade

Com cachaça: confira a receita campeã do concurso estadual de rabo de galo

O bartender Igor Renovato ficou com o título da competição disputada no Galeto Sat's, com o objetivo de divulgar o drinque popular brasileiro

Por Pedro Landim
31 jan 2023, 17h26

Em tarde que reuniu uma verdadeira constelação de profissionais da coquetelaria de Rio e São Paulo, no território “sagrado” do Galeto Sat’s, em Botafogo, o bartender Igor Renovato sagrou-se campeão do 1º Concurso Regional de Rabo de Galo do Rio, nesta segunda (30).

+ Tudo em cima no verão: os rooftops imperdíveis em sabor e visual

Titular do Garoa Bar Lounge, e representando no evento a cachaçaria Sete Engenhos, de Quissamã, no norte fluminense, Igor venceu o concurso após cinco horas de competição, com uma versão do coquetel popular brasileiro feita com vermute de dendê e cordial de gengibre.

Compartilhe essa matéria via:

O concurso reuniu 30 competidores, com os bartenders representando as diversas cachaçarias em releituras do rabo de galo, um coquetel traz, na receita clássica, a simplicidade de duas partes de cachaça para uma de vermute.

Na segunda e última aparição competitiva, Igor se apresentou ao mesmo tempo que outros dois vencedores: Rod Werner, do Dias de Bar e Mar, representando a cachaça Werneck, em segundo logar, e Cleiton Assunção, do hotel Fairmont, vestindo a camisa da Magnífica, na terceira posição.

Continua após a publicidade

O coquetel vencedor, batizado de rabo de galo da esquina, é uma homenagem de Igor ao Esquina da Cachaça, botequim da Lapa que é um dos seus preferidos. Cria de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, e grande frequentador dos botecos nas mais variadas regiões da cidade, ele explica:

“A ideia foi tentar manter a linha de sabor do rabo de galo tradicional, basicamente a cachaça com vermute, adicionando um toque cítrico, fresco e levemente picante do gengibre, especiaria que é também homenagem à famosa batida do Esquina. O dendê confere um leve dulçor condimentado, referência ao Nordeste e aos garçons do bar, que vêm de lá”.

Criado pelo “mestre” Derivan Ferreira, decano dos balcões de drinques no Brasil, o evento que já teve cinco etapas nacionais e sete regionais, desde 2017, tem o objetivo de fortalecer o rabo de galo no caminho de sua inserção na lista da IBA (International Bartenders Association), seleto grupo de 90 drinques clássicos do mundo, com base em diversos destilados, onde o Brasil figura apenas com a caipirinha.

Entre jurados e competidores, estiveram no Sat’s, encarando corações de galinha na brasa e tragos na “marvada”, nomes como Jean Ponce, Jessica Sanchez, William Barão e Thiago Teixeira.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

A receita campeã:

– 50 ml da cachaça 7 Engenhos Carvalho
– 30 ml vermute infusionado com dendê
– 15 mililitros de cordial de gengibre
Guarnição no palito: mix de petiscos de boteco como azeitona, queijo coalho e salaminho

Modo de preparo:

Misturar todas as bebidas com pedras em coqueteleiras no estilo “throwing” (arremesso). Verter em copo baixo com pedras de gelo e guarnecer com um gomo de limão siciliano, e o palito com os acepipes ao lado.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.