Clique e assine por apenas 7,90/mês

Mar invade as pistas da orla durante ressaca no Leblon

Ondas de até três metros ultrapassaram os limites do calçadão, danificaram quiosques e deixaram toneladas de areia na Avenida Delfim Moreira

Por Redação - Atualizado em 2 jun 2017, 11h55 - Publicado em 29 out 2016, 18h44

Uma violenta ressaca na noite de sexta, dia 28 e atingiu a orla do Leblon deixando um impressionante rastro de toneladas de areia espalhadas pelas pistas da Avenida Delfim Moreira entre o canal do Jardim de Alá e a Avenida Niemeyer. As ondas, que chegaram a ultrapassar três metros de altura, danificaram quiosques, destruiram parte do deque do Mirante do Leblon e provocaram a interdição da pista junto à orla no sentido Barra-Copacabana.

Segundo a prefeitura, a maior onda a chegar até a orla ocorreu por volta das cinco da manhã e alcançou 3m48 de altura. A previsão é de que a ressaca se estenda por todo o fim de semana e diminua de intensidade a partir de segunda feira.

Ressaca Leblon
Ressaca Leblon

Entre os quiosques atingidos na orla, um dos mais danificados era o do Bar Riba. Inaugurado recentemente com a proposta de ser o primeiro quiosque de alto padrão da Zona Sul, o Riba oferece cardápio que vai de água de coco e caipirinha a  sanduíche de lagostae champanhe francês Don Perignon (preços de 1 500 reais a garrafa, em importadores).

Leia mais sobre o Bar Riba e os quiosques de luxo da orla

Ressaca Leblon
Ressaca Leblon
Riba Praia
Riba Praia

O subsolo do quiosque onde ficavam a cozinha, as camaras frigoríficas e os depositos de alimentos foi invadido pela água do mar. Na tarde de ontem o ambiente no local era de desolação, com barreiras de sacos de areia instaladas em torno da estrutura e da entrada para o subsolo como forma de impedir novas inundações durante a subida da maré na noite de sábado.

Ressaca Leblon
Ressaca Leblon

Além do Leblon, a ressaca provocou alagamentos e acúmulo de areia na Zona Oeste, na altura do Posto 3 na Barra e no Recreio (Pontal). Os bombeiros e a defesa civil recomendam que a população evite banhos de mar e a prática de esportes aquáticos durante o fim de semana.

   

Publicidade