Clique e assine por apenas 3,90/mês

“Copos” inusitados são sucesso nos balcões cariocas

Mixologistas investem em recipientes curiosos para acompanhar suas criações

Por Carol Zappa - Atualizado em 2 jun 2017, 11h58 - Publicado em 24 set 2016, 01h00

Sobe

Criação do barman William Barão, o âmbar (R$ 33,90), com cachaça, fumaça líquida, Campari e licor de cereja, é servido na taça em forma de lâmpada, iluminada por uma base de LED. 

Caverna

Caverna_Exu e Heisenberg
Caverna_Exu e Heisenberg

Produto para laboratórios de química, a jarra Erlenmeyer, de 1 litro, abriga o drinque heisenberg (R$ 88,00), cuja receita varia a cada mês. A de setembro reúne licor de cacau, prosecco, abacaxi e limão.

Bar d’Hôtel

Bar D

O public enemy #1 (R$ 34,00) brinca com a história do gângster Al Capone: a garrafinha coberta por jornal, como nos tempos da Lei Seca americana, traz bourbon, hortelã, limão-taiti e Angostura.

Continua após a publicidade
Publicidade