Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

Entrevista Xavier de Eizaguirre presidente da Vinexpo

Por Marcelo Copello   Xavier de Eizaguirre, executivo com grande experiência internacional, ex-diretor e membro do conselho do grupo  Baron Philippe de Rothschild, foi nomeado recentemente o novo presidente da Vinexpo Overseas, que acontece em Hong Kong entre 27 e 29 de maio de 2014 e pela primeira vez também em Beijing dias 2 e […]

Por marcelo Atualizado em 25 fev 2017, 18h38 - Publicado em 3 jun 2014, 17h01

Por Marcelo Copello

 

Xavier de Eizaguirre, executivo com grande experiência internacional, ex-diretor e membro do conselho do grupo  Baron Philippe de Rothschild, foi nomeado recentemente o novo presidente da Vinexpo Overseas, que acontece em Hong Kong entre 27 e 29 de maio de 2014 e pela primeira vez também em Beijing dias 2 e 3 de junho de 2014. Eizaguirre falou com exclusividade a BACO.

 

xaiverhte_1_1

 

BACO – Qual sua meta para a próxima a Vinexpo de Hong Kong em 2014?

Xavier de Eizaguirre – A grande meta é crescer, pois temos uma enorme lista de espera de empresas e profissionais que querem participar da feira. Este ano devemos crescer 50% e chegar a 15 mil metros quadrados.

Continua após a publicidade

 

BACO – Como o Sr. vê o mercado brasileiro de vinho?

XE – Eu vivi muitos anos na América Latina e conheço bem o Brasil. Vejo este mercado com todos os elementos para ser um importante player no mercado mundial, mas no futuro, pois hoje há um problema grave a ser resolvido – os impostos. O Brasil cedo ou tarde terá que se abrir à competitividade ou jamais alcançará seu potencial.

 

BACO – Qual seu conselho para os produtores brasileiros que querem exportar para a China, que hoje é nosso melhor mercado?

XE – A China é mercado imenso, que hoje consome 90% de vinhos chineses e apenas 10% de importados. Nos importados eles dão preferência à vinhos tradicionais, como os da França ou Itália. Por isso o Brasil deveria investir forte em promoção. A maioria dos chineses sequer sabe que o Brasil faz vinho. O mercado chinês é imenso e tem espaço para todos, mas requer investimento em promoção.
BACO – O Sr. conhece vinhos brasileiros, o que acha deles?

XE – Sim, já tive a oportunidade de provar muitos vinhos brasileiros e a melhora de qualidade é impressionante!

 

Marcelo Copello (mcopello@simplesmentevinho.com.br)

Continua após a publicidade

Publicidade