Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

A história da doçura do Champagne

Por Marcelo Copello.   Eu já falei aqui que os espumantes são classificados por sua doçura. A maioria dos espumantes produzidos hoje está entre seco (Brut) e meio doce (Demi-Sec). Mas nem sempre foi assim. Você sabia que antigamente o champagne era uma bebida eminentemente doce? Os teores de açúcar foram caindo ao longo da […]

Por marcelo Atualizado em 25 fev 2017, 17h16 - Publicado em 6 dez 2016, 09h46

Por Marcelo Copello.

 

Eu já falei aqui que os espumantes são classificados por sua doçura. A maioria dos espumantes produzidos hoje está entre seco (Brut) e meio doce (Demi-Sec).

Mas nem sempre foi assim. Você sabia que antigamente o champagne era uma bebida eminentemente doce? Os teores de açúcar foram caindo ao longo da história.

Até os anos 1920 era comum que a dosagem do champagne fosse determinada pelo mercado a que destinava. Em vez do uso de termos brut ou demi-sec, usava-se: goût anglaisgoûtaméricain e goût français (respectivamente “gosto inglês”, “gosto americano” e “gosto francês”), em ordem crescente de doçura.

Continua após a publicidade

 

champagne

 

Estes valores variaram ao longo da história, mas há registros de que no fim do século XIX estes valores seriam de, para ingleses – 22 a 66 g/l; americanos – 110 e 165 g/l; e franceses – 165 a 200 g/l.

Lembro que hoje praticamente todos os espumantes do mercado estão abaixo dos 50g/l e que um Sauternes contém cerca de 100-150 gramas de açúcar por litro… Ou seja, antigamente os Chapagnes eram mesmo muito doces.

Leia também: Bolt é nomeado CEO da Champagne Mumm

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 12,90/mês