Imagem Blog

Otavio Furtado Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Otavio Furtado, jornalista especializado em pautas LGBTQIA+
Rio LGBTQIA+
Continua após publicidade

Acessível para PCDs, Bloco Exagerado aposta na inclusão este ano

Pela primeira vez bloco terá espaço reservado para cadeirantes e intérprete de Libras

Por otavio_furtado Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
31 jan 2024, 08h58

Se tornar cada vez mais inclusivo. Este é o objetivo do Bloco Exagerado, que se apresenta na Praça Tiradentes (Centro) na segunda de carnaval, dia 12/02 às 08h. Pela primeira vez o show terá espaço reservado para cadeirantes e intérpretes de Libras, mas os organizadores quem ir além para os próximos anos.

Leia também: Tudo sobre acessibilidade na Sapucaí

“Sempre que a gente via alguma pessoas em cadeira de roda trazia pra perto, mas este ano pensamos num espaço reservado para receber pessoas com deficiência e também teremos intérprete de Libras pela primeira vez”, conta Rafael Braga, idealizador do bloco.

A ideia é que os PCDs fiquem perto do palco, com mais conforto e visão privilegiada do show. Ainda que possam sentir de perto a emoção da bateria que se apresenta no chão, ao lado do espaço reservado.

Continua após a publicidade

Mas Rafael quer ir além e sonha que pessoas com deficiência comecem a participar das oficinas de percussão que são oferecidas ao longo do ano e no próximo ano possa ter integrantes na bateria do Bloco Exagerado.

PCDs em blocos de carnaval
Bloco Exagerado terá espaço para PCDs ao lado da bateria e intérprete de Libras (Bloco Exagerado/Divulgação)

A diversidade já é uma marca do bloco. Segundo Rafael é visível a pluralidade no público e ele ainda destaca a presença de pessoas LGBTQIA+, afinal Cazuza é um ícone da comunidade: “Quando tocamos músicas como O Tempo Não Para as pessoas choram com a intensidade da letra. As pessoas se emocionam nesse momento do show porque se identificam”.

Continua após a publicidade

Leia também: Agenda do carnaval gay do Rio

Há 10 anos no carnaval, o Exagerado entrou para a lista de blocos oficias da cidade ano passado. Mas a identificação com o Rio existiu desde sempre. “A imagem do carioca que a gente pensa é igual ao Cazuza. Gosta de praia, gosta de bar, gosta de festa. Além disso as músicas dele exaltam muito a cidade. Isso é um fator que faz com que as pessoas se identifiquem muito”, acredita Rafael.

Para o carnaval 2024 a apresentação de 3 horas de duração terá como tema “Bete Balanço”, música que comemora 40 anos. Ela fará parte do repertório de 32 canções de Cazuza tocadas em ritmo de carnaval, junto com “Burguesia” que será apresentada ao vivo pela primeira vez.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.