Imagem Blog

Fábio Barbirato

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Psiquiatra infantil
Continua após publicidade

Férias: você tem passado tempo de qualidade com seu filho?

Período de recesso de aulas é ótima oportunidade para estreitar o contato com os filhos

Por Fabio Barbirato
9 jul 2024, 12h15

Não sejamos hipócritas: sabemos a correria que todos vivemos contra o relógio no nosso dia a dia. O comportamento mais tentador sempre é sacar o telefone celular do bolso e entrega-lo às crianças, na tentativa de alguns minutos de sossego para concluir alguma atividade de trabalho. Mas com isso, perde-se uma oportunidade rara: a de estabelecer algum vínculo de comunicação com nossos filhos.

Nesse sentido, as férias são o céu e o inferno de pais e mães. É preciso inventar uma série de atividades extras para preencher o tempo livre deles: cinema, teatro, visita à fazendinha, colônias de férias e viagens em família, para aqueles que podem pagar, são alguns dos programas mais comuns.

No entanto, tanto tempo livre dos filhos oferece uma oportunidade especial para algo que custa bem pouco: passar o tempo juntos. Essa experiência já é nossa conhecida recente. Em 2020, quando a pandemia de Covid-19 nos trancou todos em casa, vimos pais e filhos obrigados a interagir (e até a estudar online!), pela mais traumatizante falta de opção. Agora não. Agora é diferente. Crianças, jovens e adultos podem e devem conviver pelo prazer em estar juntos e se ouvir.

Acredite: é mais simples do que você imagina. Experimente circular por uma das exposições do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) com seu filho. Muitos pais já vivem essa experiência com frequência. Você vai ter a oportunidade de entender que percepção seu filho tem daquelas obras, daquele espaço, tudo isso servirá de muito assunto para uma troca rica entre vocês.

Outra oportunidade é se os amiguinhos do seu filho vão jogar ou dormir na sua casa. É uma chance de percebê-lo na dinâmica do coletivo, se ele se mostra parceiro dos amigos, fortalecido em sua identidade, demonstrando segurança com os valores que você gostaria que ele tivesse.

Continua após a publicidade

Ser pai e educar não é nada fácil. Mas é uma atividade que se constrói num cotidiano mais fácil do que muita gente acredita. As férias são uma excelente oportunidade para pais e filhos se aproximarem e se conhecerem ainda mais, com a folga de tempo que raramente o cotidiano permite. Deixe o celular de lado e faça esse tempo valer a pena.

Se pais soubessem o quanto esse contato é potente na prevenção do abuso de álcool e drogas por jovens, talvez recorreriam a ele mais amiúde e com boa vontade.

Fabio Barbirato é psiquiatra pela ABP/CFM e responsável pelo Setor de Psiquiatria Infantil do Serviço de Psiquiatria da Santa Casa do Rio. Como professor, dá aulas na pós-graduação em Medicina e Psicologia da PUC-Rio. É autor dos livros “A mente do seu filho” e “O menino que nunca sorriu & outras histórias”. Foi um dos apresentadores do quadro “Eu amo quem sou”, sobre bullying, no “Fantástico” (TV Globo).

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.