“Teste do olhinho” passa a ser obrigatório nos hospitais do Rio

Lei publicada nesta terça-feira pode, se cumprida, preservar a visão de milhares de crianças nascidas em hospitais do estado do Rio

Capaz de identificar sinais de doenças que se não forem tratadas rapidamente podem levar à cegueira, o “teste do olhinho” estará sob novo foco a partir de hoje. É que uma lei publicada nesta terça-feira (24) pode, se cumprida, preservar a visão de milhares de crianças no Estado do Rio. A resolução muda uma regra de 2005 que obrigava hospitais públicos a realizarem exames oftalmológicos somente em recém-nascidos prematuros e portadores de doença. Com a alteração, o teste deverá contemplar todos os bebês nascidos ou levados a maternidades do Estado logo após o parto. O exame não é obrigatório no Brasil, mas já funcionava em estados como Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Dentre as anomalias que podem ser observadas no teste que exige um maquinário simples e não dura mais de 5 minutos estão a catarata, o glaucoma, a má formação no globo ocular, cicatrizes, tumores ou retinopatia de bebês prematuros.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s