Fiocruz libera milhares de Aedes aegypti com bactéria em Niterói

Mosquitos modificados são capazes de reduzir a transmissão da dengue e da chikungunya

Nesta quarta (26), a Fiocruz liberou milhares de Aedes aegypti modificados com a bactéria Wolbachia, que tem como a principal característica reduzir a transmissão do vírus da dengue e da chikungunya. Os mosquitos foram soltos em quatro bairros de Niterói: São Francisco, Charitas, Preventório e Grota.

A ideia é fazer a liberação da mesma forma que foi feita em 2012, na Ilha do Governador. São duas etapas: na primeira os mosquitos adultos são soltos em vias públicas. Já na segunda é a liberado o Aedes aegypti com a Wolbachia numa caixinha com furos, onde os ovos do mosquito se desenvolvem nascem e voam para foram do recipiente quando adultos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s