Custo de reparos na estátua de Drummond passa valor de compra

Ação de vândalos gera prejuízo aos cofres públicos municipais

Desde que foi inaugurada em 2002, a estátua de Carlos Drummond de Andrade, na orla de Copacabana, já foi vandalizada 11 vezes, sendo a última neste domingo (29). O prejuízo com reparos de fissuras, reposição dos óculos e limpeza de pichações chega a quase 100 mil reais, sendo 11,5 mil só no ano passado.O valor é quase o dobro do que foi pago pela estátua há 14 anos: 65 mil reais.

Entre 2008 e janeiro de 2016, a estátua foi apadrinhada pela multinacional francesa Essilor/Varilux, fabricante de lentes oftalmológicas, que estima ter gasto 65 mil reais em reparos no período. Só com a reposição dos óculos, a prefeitura estima já ter gastado 25 mil reais.

Nem a instalação de uma câmera controlada pela CET-Rio foi em 2009 intimidou os vândalos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s