Clique e assine por apenas 4,90/mês

UFRJ terá ajuda do BNDES pelo terreno do Canecão

Banco ajudará a universidade a leiloar imóveis em troca de investimentos em restaurantes e moradia para estudantes

Por Redação VEJA RIO - 13 jul 2018, 16h35

Após anos de tentativas, UFRJ vai recorrer ao BNDES para voltar a explorar o espaço onde funcionava a antiga casa de show Canecão, em Botafogo, Zona Sul do Rio. O banco vai prestar assistência técnica para identificar consultorias que vão desenvolver modelos para licitar o terreno e outros imóveis da universidade. A ideia é que, em vez de pagar aluguel pelo uso das instalações, os vencedores assumam contrapartidas como reformas e construção de restaurantes e moradias para os universitários. Segundo a UFRJ, a escolha das consultorias deve ocorrer em 30 dias.

O acordo entre UFRJ e BNDES foi firmado nesta quinta (12). É a primeira vez que o banco firma parceria com uma universidade para este fim. A instituição costuma prestar este tipo de serviço em áreas como saneamento e iluminação pública, ajudando governos estaduais e prefeituras a fazer as concessões. No momento, a UFRJ está fazendo um levantamento dos imóveis que serão licitados. Além do espaço onde ficava o Canecão, há prédios na ilha do Fundão, na Praia Vermelha e no Centro.

 

Publicidade