Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

UFRJ é eleita novamente a melhor federal do país em ranking internacional

A instituição também subiu onze posições no cenário global em relação a 2020

Por Luiza Maia 11 jun 2021, 13h40

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi considerada mais uma vez a melhor instituição de Ensino Superior federal do país, segundo o ranking global QS World University Rankings 2022, lançado na terça (8).

+ Covid: Rio mantém medidas restritivas até dia 28; boates seguem proibidas

Além disso, a UFRJ saltou onze posições em relação a 2020, de 380º lugar para a 369º, disparando à frente de instituições estrangeiras reconhecidas, como a Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, a Universidade de Coimbra, em Portugal, e a Universidade de Sevilha, na Espanha.

Entre os requisitos analisados pelo ranking, a universidade carioca avançou 55 posições em relação à reputação entre empregadores – da 443ª colocação para a 388ª. Já quanto a reputação acadêmica, saltou nove lugares, do 150º lugar para o 141º.

+ ‘Me inclui fora dessa’: mais uma empresa retira patrocínio da Copa América

Continua após a publicidade

Nove universidades brasileiras também aparecem no ranking. Sete delas são públicas.

  • 121º: Universidade de São Paulo (USP);
  • 219º: Universidade Estadual de Campinas (Unicamp);
  • 434º: Universidade Federal de São Paulo (Unifesp);
  • 492º: Universidade Estadual Paulista (Unesp);
  • 651-700: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio);
  • 651-700: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • 751-800: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
  • 801-1000: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e
  • 801-1000: Universidade de Brasília (UnB).

Crise

Diante desta notícia, a reitora da UFRJ, Denise Pires de Carvalho, ressaltou a importância do investimento contínuo nas pesquisas e no ensino público no país.

Devido aos sucessivos cortes de verba nos últimos anos, a instituição alertou para o risco de fechar as portas ainda neste ano, com previsão de recursos para manter serviços até setembro.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

“As autoridades precisam entender que o presente e o futuro do país são feitos com educação, ciência e tecnologia. Temos certeza de que, se tivéssemos um orçamento adequado, estaríamos em posição ainda melhor no cenário internacional. É preciso valorizar as instituições de pesquisa no país, como a UFRJ”, afirma Carvalho.

Continua após a publicidade

Publicidade