Clique e assine por apenas 4,90/mês

Tiroteio no Dona Marta assusta moradores e alunos da Escola Alemã

Colégio adotou protocolo para proteger estudantes. Tiros foram ouvidos no Humaitá.

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 19 jun 2018, 16h17 - Publicado em 19 jun 2018, 15h58

UPP Dona Marta

Um tiroteio no morro Dona Marta assustou moradores da Zona Sul na manhã desta terça (19). Localizada na rua São Clemente, a Escola Alemã Corcovado chegou a pôr em prática seu protocolo de segurança para proteger os alunos.

A troca de tiros começou por volta de 7h, quando muitos estudantes chegavam ao colégio. De acordo com relatos de pais de alunos, uma sirene foi acionada e crianças e adolescentes foram encaminhados para um local chamado de bunker até que o confronto cessasse. “A entrada, saída e circulação de alunos e funcionários nesse período aconteceram por áreas já previamente delimitadas”, informou a a direção da instituição em nota encaminhada a Veja Rio. Os representantes da escola frisaram que as atividades não chegaram a ser interrompidas em função do tiroteio.

Segundo a Polícia Militar, o confronto foi iniciado quando agentes entraram na comunidade em função de uma operação. Os policiais foram recebidos a tiros por traficantes e não há registro de feridos. Na internet, há relatos de disparos ouvidos no Humaitá.

Correção, em 19/06/2018 às 16h15: ao contrário do que constava anteriormente, as atividades na escola não chegaram a ser interrompidos por conta do confronto.

Continua após a publicidade
Publicidade