Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

“Não vamos impedir”, diz CEO do Rock in Rio sobre manifestações políticas

Luis Justo afirmou, no entanto, que o festival se manterá isento, como sempre. Em março, TSE tentou proibir artistas de se posicionarem no Lollapalooza

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 10 Maio 2022, 19h57 - Publicado em 10 Maio 2022, 16h04

O CEO do Rock in Rio, que acontece no mês anterior ao primeiro turno das eleições, anunciou que o festival não vai proibir manifestações políticas.

+ Poluição nas areias das praias volta a ser monitorada após 3 anos

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Luis Justo afirmou: “Não vamos impedir que, num ambiente democrático, as pessoas se posicionem, elas têm liberdade de se expressar.”

Compartilhe essa matéria via:

No entanto, ele frisou que, como nas edições anteriores, o Rock in Rio se manterá isento. “Nossa forma de fazer política é através do exemplo, da sustentabilidade”, disse.

+ Vacinação contra a gripe tem baixa adesão no Rio: entenda os riscos

Continua após a publicidade

Em março, o Partido Liberal (PL), legenda do presidente Jair Bolsonaro, entrou com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o Lollapalooza pedindo a proibição de manifestações políticas durante o evento, após Pabllo Vittar erguer uma bandeira de Lula levada por um fã.

+ De Miami para o Rio: conheça o novo posto salva-vidas de Copacabana

O ministro Raul Araújo, do TSE, classificou o ato como propaganda eleitoral e determinou multa de 50 mil reais para a organização do festival caso acontecessem outros atos do gênero.

+ Todo feito de aço, palco principal do Rock in Rio será 100% reciclável

O tiro acabou saindo pela culatra para Bolsonaro e seu partido: após a proibição, vários artistas resolveram se posicionar contra o atual presidente e pré-candidato à reeleição. A banda Fresno botou os dizeres “Fora Bolsonaro” no telão. O baterista dos Strokes, o brasileiro Fabrizio Moretti, gritou a mesma mensagem ao fim do show da banda. Emicida fez um forte discurso contra o político do PL.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 12,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)