Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Poluição nas areias das praias volta a ser monitorada após 3 anos

Trabalho será retomado pela Águas do Rio em 24 pontos da orla da Zona Sul, além de no Piscinão de Ramos, Ilha do Governador e Paquetá.

Por Da Redação 10 Maio 2022, 14h41

Após três anos sem um monitoramento da qualidade das areias cariocas, nesta segunda (9) foi retomada a coleta do material para análise. A primeira amostragem do projeto Areia Carioca foi recolhida na Praia de Copacabana, na altura da Rua Santa Clara, após a assinatura de um convênio entre a concessionária Águas do Rio e a prefeitura do Rio. O serviço voltará a ser feito em 24 pontos das orlas da Zona Sul, assim como no Piscinão de Ramos,  na Ilha do Governador e em Paquetá. O resultado da primeira análise poderá ser conferido no site da Secretaria municipal de Meio Ambiente na próxima sexta (13).

+ O novo Largo do Boticário: como ficará o casario após a revitalização

O método de coleta científica funciona com a demarcação do local e recolhimento de cinco amostras que, ao fim, são misturadas. O material final é encaminhado ao laboratório para as análises bacteriológicas. Esse processo será repetido a cada 15 dias. O boletim com os resultados obtidos e a classificação da areia quanto à sua qualidade serão encaminhados para a Secretaria de Meio Ambiente. As análises vão gerar quatro graduações de qualidade: não recomendada, regular, boa e ótima.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

“Nós já acompanhamos a qualidade da água que chega na casa das pessoas, agora demos um passo além, estamos indo à praia para, com o resultado dessas análises, darmos maior segurança para moradores e turistas”, afirmou o presidente da Águas do Rio, Alexandre Bianchini. O secretário municipal de Meio Ambiente, Lucas Padilha, destacou a importância da colaboração da população: “A análise da qualidade da areia reforça o compromisso do município com a saúde pública nas áreas de lazer mais democráticas da cidade, as praias. Os dados coletados serão importantes para a fiscalização ambiental”, disse.

Veja as praias que serão monitoradas:

Praia da Imbuca (Ilha de Paquetá)
Praia José Bonifácio (Ilha de Paquetá)
Praia da Moreninha (Ilha de Paquetá)
Praia da Bica (Ilha do Governador)
Praia da Engenhoca (Ilha do Governador)
Praia da Guanabara (Ilha do Governador)
Praia de Ramos
Praia do Flamengo
Praia de Botafogo
Praia da Urca (Central)
Praia Vermelha
Praia do Leme
Copacabana (República do Perú)
Copacabana (Barão de Ipanema)
Copacabana (Santa Clara)
Praia do Diabo
Arpoador


Ipanema (Maria Quitéria)
Ipanema (Paul Redfern)
Leblon (Bartolomeu Mitre)
Leblon (Visconde de Albuquerque)
São Conrado (Hotel Nacional)
São Conrado (Asa Delta)
Piscinão de Ramos

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 12,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)