Clique e assine por apenas 4,90/mês

Rock in Rio 2017: pintura indígena é destaque no Rock District

Sessões de pintura acontecem diariamente às 18h, 22h30 e 24h, com grupos de 10 pessoas

Por Saulo Pereira Guimarães - 20 set 2017, 13h31

 

Saulo Pereira Guimarães/Veja Rio

No primeiro fim de semana do Rock in Rio 2017, cerca de 150 pessoas passaram por uma experiência diferente no espaço da prefeitura de Manaus, situado no Rock District. O local oferece aos visitantes a oportunidade de fazer uma pintura corporal com descendentes de índios trazidos diretamente do Amazonas.

As sessões de pintura acontecem diariamente às 18h, 22h30 e 24h, com grupos de aproximadamente 10 pessoas. A tinta usada na pintura é feita de extrato de jenipapo e dura até 15 dias, podendo ser removida antes com a ajuda de um limão. Além do espaço, o Rock District conta ainda com outras atrações, como a Calçada da Fama (que homenageia 26 atrações que fazem parte da história do evento), o Wall of Fame (que reúne moldes com as mãos de 60 astros da música) e 16 lojas – entre elas, o banco e o supermercado dessa edição do festival.

Publicidade