Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Rio ganha delegacia especializada em armas, munição e explosivos

A criação da nova unidade da Polícia Civil foi oficializada nesta segunda (20), no Diário Oficial do estado

Por Redação VEJA RIO 20 mar 2017, 17h40

Foi oficializada nesta segunda (20), no Diário Oficial, a criação de uma nova delegacia policial no Rio, a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme). Como o nome já diz, a unidade da Polícia Civil será especializada em armas, munição e explosivos, visando ao combate do tráfico de armas pesadas e da violência urbana. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), só em janeiro deste ano 753 armas de fogo foram recolhidas no estado, sendo 45 fuzis, 318 pistolas e 289 revólveres. Em janeiro de 2016, 28 fuzis haviam sido apreendidos.

O anúncio já havia sido feito em janeiro pelo secretário de Segurança do estado, Roberto Sá, em conjunto com o detalhamento das ações do Grupo Integrado de Operações de Segurança Pública (Giosp), criado para produzir análises que qualifiquem o combate “ao que transcende a violência urbana no Rio de Janeiro”, disse o secretário à época. A última delegacia especial desse tipo foi a Delegacia de Repressão às Armas e Explosivos (Drae), extinta no final de 2011. Na ocasião, a justificativa foi o baixo número de ocorrências.

Publicidade