Clique e assine por apenas 4,90/mês

Rio ganha delegacia especializada em armas, munição e explosivos

A criação da nova unidade da Polícia Civil foi oficializada nesta segunda (20), no Diário Oficial do estado

Por Redação VEJA RIO - 20 mar 2017, 17h40

Foi oficializada nesta segunda (20), no Diário Oficial, a criação de uma nova delegacia policial no Rio, a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme). Como o nome já diz, a unidade da Polícia Civil será especializada em armas, munição e explosivos, visando ao combate do tráfico de armas pesadas e da violência urbana. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), só em janeiro deste ano 753 armas de fogo foram recolhidas no estado, sendo 45 fuzis, 318 pistolas e 289 revólveres. Em janeiro de 2016, 28 fuzis haviam sido apreendidos.

O anúncio já havia sido feito em janeiro pelo secretário de Segurança do estado, Roberto Sá, em conjunto com o detalhamento das ações do Grupo Integrado de Operações de Segurança Pública (Giosp), criado para produzir análises que qualifiquem o combate “ao que transcende a violência urbana no Rio de Janeiro”, disse o secretário à época. A última delegacia especial desse tipo foi a Delegacia de Repressão às Armas e Explosivos (Drae), extinta no final de 2011. Na ocasião, a justificativa foi o baixo número de ocorrências.

Publicidade