Clique e assine por apenas 4,90/mês

Réveillon: reitor do Cristo Redentor diz que Crivella não o consultou

Prefeito citou o monumento como um dos pontos que receberão eventos comemorativos na virada do ano

Por Cleo Guimarães - 7 ago 2020, 14h54

Esqueceram de combinar com o reitor do Cristo Redentor. O monumento foi citado pelo prefeito Marcelo Crivella como um dos locais da cidade que receberão eventos festivos no primeiro Réveillon pós-pandemia, mas Padre Omar Raposo, responsável pelo ponto turístico, diz que não está sabendo de nada. “Não fomos procurados”, afirma.

Vira-lata caramelo: BC analisa petição que pede cão na nota de R$ 200

Crivella anunciou nesta quarta (5) que shows de luzes, cores e fogos serão espalhados por diversos locais da cidade para diminuir aglomerações e evitar o contágio pelo coronavírus. “A ideia é fazer diversas solenidades, shows e atividades em pontos espalhados do Rio. Cristo Redentor, Praia de Botafogo, Praia da Barra da Tijuca, Aterro do Flamengo, Ilha do Governador. Enfim, espalhar nossos eventos todos para que a gente possa ter os 2 milhões de pessoas, mas em locais mais separados, evitando grandes aglomerações nos transportes e também na região da praia”, disse.

Regina Duarte quer voltar para a Globo – e a internet não perdoa

O prefeito também contou que será respeitado um minuto de silêncio em homenagem às vitimas de Covid-19, além de uma homenagem aos profissionais da saúde que atuam no combate à pandemia. Os detalhes do evento serão divulgados após debate com a Riotour e o setor hoteleiro do município. O esquema da virada do ano também precisa ser aprovado pelo comitê científico da cidade.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade