Clique e assine com até 65% de desconto

Coronavírus: Procon-RJ cria telefone exclusivo para denúncias

O serviço pretende agilizar o trabalho de fiscalização de preços abusivos

Por Bruna Motta Atualizado em 7 abr 2020, 15h42 - Publicado em 7 abr 2020, 15h14

O consumidor terá um novo aliado contra os preços abusivos a partir desta terça-feira (7). Numa parceria entre o Procon-RJ e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, foi criado um número que tem um único objetivo: receber denúncias sobre preços abusivos.

O Whatsapp (21) 97273-1337 é um canal para enviar fotos, vídeos e relatos que podem ajudar – e muito – a reconhecer este tipo de infração, que cresceu impressionante 150% durante a quarentena.

+Santo Agostinho e Santo Inácio ignoram crise e mantêm mensalidade integral

Nos últimos 30 dias o Procon- RJ recebeu mais de 600 denúncias e 99% delas são sobre o aumento abusivo de preços e vendas irregulares.  O álcool em gel, usado para a higienização, é o produto que mais gerou queixas.

A variação foi de 2,21% a 119,33% em relação ao preço praticado entre janeiro e março. Em uma farmácia, ele era vendido por R$ 15,00 e aumentou para R$ 32,90. O segundo lugar no ranking também é um produto da área de saúde. As máscaras, vendidas por cerca de R$5,50, agora saem por até R$29.

+ Para receber a Veja Rio em casa, é só clicar aqui.

Em nota, o Procon-RJ reforçou que o comércio deve praticar os preços de acordo com seus custos e com a oferta e procura. Caso o fornecedor não comprove justificativas para o aumento, poderá ser autuado e multado. O valor da multa começa a partir dos R$684 reais, chegando até à R$10 milhões, a depender do faturamento da empresa.

+Zona Sul é a região mais infectada pelo novo coronavírus

Continua após a publicidade
Publicidade