Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Atenção, gravando: PMs usarão câmeras nos uniformes a partir de 16 de maio

Equipamento, testado no policiamento durante o réveillon em Copacabana e por agentes da Operação Lei Seca, agora chega a dez batalhões da cidade

Por Da Redação 28 abr 2022, 12h20

Policiais militares de 10 batalhões da cidade do Rio vão começar a usar câmeras nos uniformes a partir do dia 16 de maio, segundo o Governo do Estado. A expectativa é que as unidades operacionais da Polícia Militar estejam usando as 8 mil câmeras até o final do primeiro semestre deste ano. A instalação faz parte do Programa Estadual de Transparência em Ações de Segurança Pública e Defesa Civil e busca fiscalizar a atuação dos agentes. A lei para que os uniformes policiais no estado tenham câmeras foi sancionada pelo governador Cláudio Castro (PL) em junho do ano passado.

+ Rio fica entre os estados com maior incidência de raios do país

Os testes dos equipamentos começaram no último réveillon, em Copacabana. Na ocasião, os policiais que atuaram na região utilizaram 160 câmeras operacionais portáteis instaladas nas fardas para registrar atividades e abordagens. Os agentes da Operação Lei Seca também fizeram blitzes durante o feriado de ano novo com apoio de 40 câmeras.

As câmeras ficam presas em um totem onde as baterias são carregadas. Cada dispositivo é designado a um só agente, que precisa desbloqueá-lo com reconhecimento facial. O sistema reconhece o policial e solta a câmera, que já começa a gravar e a transmitir para o Centro de Comando e Controle da PM. A autonomia do aparelho é de 12 horas, e as imagens ficam armazenadas por 60 dias. Os órgãos de controle, como as corregedorias, a Defensoria e o Ministério Público, poderão pedir acesso a elas.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

A implantação do vai ser feita de forma escalonada, conforme o cronograma abaixo.

Continua após a publicidade

Até a segunda quinzena de maio:

1º CPA (Comando de Policiamento de Área)
2º BPM (Botafogo)
3º BPM (Méier)
4º BPM (São Cristóvão)
5º BPM (Praça da Harmonia)
6º BPM (Tijuca)
16º BPM (Olaria)
17º BPM (Ilha do Governador)
19º BPM (Copacabana)
22º BPM (Maré)
23º BPM (Leblon)

Até o final de maio:

7º CPA (policiais que atuam na Região Serrana do estado)
11º BPM (Nova Friburgo)
26º BPM (Petrópolis)
30º BPM (Teresópolis)
38º BPM (Três Rios)

Do final de maio ao final de junho:

6º CPA (que atua nas regiões Norte e Noroeste do estado)
2º CPA (que atua em parte da Zona Norte e na Zona Oeste da capital)
4º CPA (responsável pelo leste fluminense)
3º CPA (responsável pela Baixada Fluminense)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado, com Blogs e Colunistas que são a cara da cidade.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

App Veja para celular e tablet, atualizado mensalmente com todas as edições da Veja Rio

a partir de R$ 12,90/mês