Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Efeito pandemia: 70% das lojas da Feira de São Cristóvão fecham

Diante da queda drástica de público, foram cerca de 3 000 empregos diretos e mais de 5 000 indiretos que o espaço deixou de gerar

Por Redação Atualizado em 7 Maio 2021, 19h58 - Publicado em 4 Maio 2021, 17h26

O Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, conhecido pelos cariocas como Feira de São Cristóvão, um dos mais importantes polos comerciais e gastronômicos da cidade, revela o impacto que a pandemia gerou para os comerciantes.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Em razão fechamento do espaço neste período, o público foi drasticamente reduzido, causando o fechamento de 70% das lojas. Em entrevista ao G1, o representante da Associação da Feira de São Cristóvão, Magno Pereira, afirmou o local deixou de gerar cerca de 3 000 empregos diretos e mais de 5 000 indiretos neste período.

+ Mané vai abrir boteco na orla de São Conrado até o fim de junho

+Tradicional Casa Villarino, no Centro do Rio, será reaberta

Auxílio emergencial

A Prefeitura do Rio atualmente oferece dois programas de apoio na pandemia para empresários. Para saber se é possível receber o Auxílio Empresa Carioca, basta acessar o link. Já para receber o Crédito Carioca, que oferece empréstimos aos empreendedores, é só se cadastrar no site.

Continua após a publicidade
Publicidade