Clique e assine por apenas 4,90/mês

Os benefícios da osteopatia

Incorporada como terapia ao SUS, ela funciona como uma ferramenta de promoção do bem-estar físico e mental

Por Fernanda Thedim - 8 jul 2017, 10h10

Por meio da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), o Ministério da Saúde incluiu catorze novas terapias no SUS. Além da meditação e do reiki, a osteopatia foi incorporada como uma ferramenta de promoção do bem-estar físico e mental. “As indicações são várias. Ela pode ser usada para combater dores musculares e articulares, problemas digestivos e insônia”, enumera Henri Pelletier, da Natural Global Osteopathy (NGO), clínica francesa que abriu filial no Rio. Reconhecido pela OMS há mais de uma década, o tratamento busca restabelecer os movimentos naturais do corpo através de um conjunto de técnicas manuais. “Como consequência, os músculos se relaxam, as inflamações diminuem, a dor passa e é possível prevenir problemas crônicos e degenerativos”, explica o especialista.

+ Hotel Sheraton passa a funcionar também como clube

+ Nike+ Training Club lança treinos de ioga

Publicidade