Clique e assine por apenas 4,90/mês

Operação Lei Seca inicia blitzes diurnas

A partir desta quinta (5) haverá fiscalização e conscientização nos principais acessos às praias, áreas de lazer e cachoeiras do Rio

Por Agência Brasil - Atualizado em 5 jan 2017, 13h10 - Publicado em 5 jan 2017, 13h09

A Operação Lei Seca fluminense inicia nesta quinta (5) a Operação Verão com ações diurnas de fiscalização e conscientização nos principais acessos às praias, áreas de lazer e cachoeiras do Rio. As ações serão feitas em toda a Região Metropolitana, no interior do estado, e vão continuar depois do Carnaval.

+ Lei Seca flagra 590 motoristas alcoolizados no fim de ano

Segundo o coordenador da Operação Lei Seca, coronel Marco Andrade, a Operação Verão se deu baseada numa observação de que há um número significativo de pessoas que dirigem embriagadas mesmo durante o dia. Andrade disse que as pessoas têm uma falsa impressão de que durante o dia não existem perigos com bebidas no trânsito.

“Nós percebemos que há um número expressivo de motoristas dirigindo alcoolizados mesmo durante a parte da manhã e da tarde. Por isso estamos indo às ruas com ações preventivas, de conscientização e fiscalização a partir de hoje. A população precisa mudar seus hábitos, pois existe uma falsa impressão de que de dia estamos livres deste risco, o que não é verdade. O perigo existe e está presente a todo momento”, disse o coronel Marco Andrade.

Continua após a publicidade

As ações noturnas serão feitas normalmente. Este é o terceiro ano consecutivo da Operação Verão da Lei Seca. No ano passado, foram abordados 5.814 motoristas e 538 apresentavam sinais de embriaguez. Em 2015, foram abordados 4.970 motoristas e 350 tinham sinais de alcoolemia. Por isso, Marco Andrade pede a colaboração da população.

“A gente espera que o povo fluminense dê um exemplo de cidadania. Por mais que o país enfrente um momento complicado estamos numa época de festas e não queremos privar ninguém disso, muito pelo contrário. Temos que saber que dá sim para se divertir, comemorar, ser feliz, sem por a vida do próximo em risco”, lembrou.

Publicidade