Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Região serrana tem ocupação hoteleira acima de 81% para o feriado

Petrópolis lidera o ranking, om 93% de reservas para o período de 7 de setembro, seguido de Teresópolis, com 91%, e Vassouras, com 89%

Por Carolina Barbosa Atualizado em 2 set 2021, 16h00 - Publicado em 2 set 2021, 13h42

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 na população carioca – e em cidades vizinhas do país, a exemplo de São Paulo e de Minas Gerais – o turismo, sobretudo no interior do estado do Rio, tem mostrado sinais da retomada. Para se ter uma ideia, a taxa de ocupação da rede hoteleira para o feriadão de 7 de setembro (vale lembrar que segunda é ponto facultativo no município e no estado) está com média geral de 81% na região serrana, de acordo com levantamento da Associação de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ).

+As rotas etílicas despontam como opção turística no interior do Rio

Em ordem de demanda de procura, Petrópolis lidera o ranking, com 93% de reservas, seguido de Teresópolis, com 91%, e Vassouras, com 89%, e Nova Friburgo, 83%. No Vale do Café, além de Vassouras, Valença/Conservatória ficam com 87%, e Miguel Pereira, 75%.

As cidades do litoral também registraram bons índices. Entre as que apresentam a maior procura estão Angra dos Reis, com 84%, e Paraty, 81%, ambas na Costa Verde. Na Costa do Sol a maior procura foi por Armação dos Búzios, 83%, Cabo Frio, 82%, Arraial do Cabo, 81%, e Macaé, 80%.

+Viagem de corpo e alma: o turismo de bem-estar ascende no interior no Rio

Além de concentrar diversas propriedades cercadas por natureza, essas regiões oferecem atrações ligadas ao bem-estar e à rota etílica e gastronômica, alguns dos programas mais procurados pelo público nestes tempos pandêmicos.

Para o secretário de Estado de Turismo, Gustavo Tutuca, os números reforçam o trabalho realizado pela Secretaria de Turismo, de promoção dos destinos fluminenses direcionada ao mercado nacional.

“O mercado nacional é o nosso foco neste momento. As restrições sanitárias impostas pela maioria dos países dificulta as viagens internacionais. Por isso, todo o nosso trabalho tem sido pensado nos visitantes nacionais, especialmente os moradores do Rio de Janeiro e de estados vizinhos. O turista busca destinos com deslocamento curto, que cumpram o turismo consciente e que ofereçam atrativos ao ar livre. É a hora de o estado do Rio mostrar que está pronto a atender os desejos desse público ávido por viagens e novas experiências”, afirma.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade