Clique e assine por apenas 4,90/mês

Niterói planeja grande obra de sustentabilidade para a Região Oceânica

Prefeitura pegará emprestimo de R$ 350 milhões com o Banco Latino Americano de Desenvolvimento para revitalizar orlas das lagoas, criar ciclovias e aumentar o saneamento

Por Redação Veja Rio - 19 dez 2016, 16h37

A prefeitura de Niterói tem um ousado plano de sustentabilidade orçado em 350 milhões de reais, com recursos do Banco Latino Americano de Desenvolvimento — Cooperação Andina de Fomento. A ideia é que até o fim de 2019 seja construído um parque no entorno da Lagoa de Piratininga, assim como feita a renaturalização do Rio Jacaré. O plano ainda incluir a pavimentação e drenagem de 130 ruas além da instalação de 57,5 quilômetros de ciclorrotas, com o principal objetivo de ligar Itaipu e Itacoatiara ao Túnel Charitas-Cafubá, pelas orlas das lagoas.

+ Rodoviária Novo Rio espera movimentação de 582 000 passageiros

As obras de denagem e pavimentação deverão ser orçadas em 90 milhões de reais. A mesma quantia será destinada às obras para requalificar a Transoceânica. Ao fim das obras a região terá 57,5 quilômetros de vias exclusivas. O plano ainda inclui a instalação de cem bicicletários abertos e seis fechados.

Publicidade