Clique e assine por apenas 3,90/mês

Museu Nacional: jardim que nunca foi aberto a visitação será restaurado

Espaço em que princesa Isabel brincava está totalmente deteriorado e começa a receber obras no mês que vem

Por Marcela Capobianco - 28 fev 2020, 11h31

A UFRJ divulgou que vai restaurar o Jardim das Princesas, que fica do lado esquerdo do palácio onde funcionou, até o incêndio de setembro de 2018, o Museu Nacional. A área nunca foi aberta a visitação. Era lá que as princesas Isabel e Leopoldina, filhas de Dom Pedro II, passavam o tempo livre, praticando artesanato e jardinagem.

Segundo o diretor do Museu Nacional, o paleontólogo Alexander Kellner, a instituição sempre quis implementar atividades culturais no jardim, mas o orçamento impedia o trabalho. Agora, a reforma faz parte da reconstrução do palácio.

Ainda de acordo com Kellner, há relatos de que Albert Einstein teria plantado uma árvore ali quando visitou o Museu, em 1925. No espaço, há três bancos largos e oito pequenos. Em um deles, há o registro da data de batismo de Isabel. O jardim tem ainda dois chafarizes e muros enfeitados com mosaicos.

A primeira etapa do trabalho de restauração deve começar em abril.

Continua após a publicidade
Publicidade