Clique e assine por apenas 4,90/mês

Covid-19: Famosos, amigos e fãs lamentam nas redes a morte de Aldir Blanc

“Os gênios são imortais”, escreveu o sambista Gabriel da Muda; secretária de Cultura Regina Duarte não se pronunciou publicamente

Por Bruna Motta - 4 Maio 2020, 13h12

Vítima de complicações do coronavírus, o compositor e escritor Aldir Blanc morreu na madrugada desta segunda (4) aos 73 anos, no hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel. Nas redes sociais, famosos, políticos, intelectuais e fãs lamentam a partida do criador de clássicos como “O Bêbado e a Equilibrista”, famosa na voz da cantora Elis Regina. Nascido na zona norte do Rio, Aldir Blanc chegou a entrar na faculdade de medicina, mas abandonou o curso para se dedicar inteiramente a música. Dessa dedicação, saíram canções como “Resposta ao Tempo”,O Mestre dos Mares” e “Incompatibilidade”. Um dos seus grandes parceiros de composição era o músico João Bosco.

+https://vejario.abril.com.br/cidade/coronavirus-mensagem-use-mascara-ruas/

Nascido na zona norte do Rio, Aldir Blanc chegou a entrar na faculdade de medicina, mas abandonou o curso para se dedicar inteiramente a música. Dessa dedicação, saíram canções como “Resposta ao Tempo”,O Mestre dos Mares” e “Incompatibilidade”. Um dos seus grandes parceiros de composição era o músico João Bosco. Blanc batizou também um dos mais tradicionais blocos do Rio, o “Simpatia é Quase Amor”, que desfila há anos em Ipanema, na Zona Sul.

Para assinar Veja Rio clique aqui

Blanc batizou também um dos mais tradicionais blocos do Rio, o “Simpatia é Quase Amor”, que desfila há anos em Ipanema, na Zona Sul.

+Moacyr Luz sobre Aldir Blanc: ‘Eu o amava muito, vai fazer falta demais’

Veja comentários nas redes sobre o compositor:

Continua após a publicidade

Instagram/Reprodução
Instagram/Reprodução
Publicidade