Clique e assine por apenas 4,90/mês

Igrejas sofreram 19 ataques de furto e roubo por semana entre 2014 e 2017

Campo Grande e Centro estão entre os bairros com maior número de ocorrências

Por Redação VEJA RIO - 6 ago 2018, 13h23

O estado do Rio registrou 2908 casos de furtos e roubos a igrejas entre 2014 e 2017. Os números do Instituto de Segurança Pública foram divulgados nesta segunda (06) pelo jornal O Globo.

Durante os três anos analisados, foram contabilizados 2758 furtos e 150 roubos. A cidade do Rio concentrou as ocorrências e bairros como Centro e Campo Grande registraram as maiores quantidades tanto de furtos (47 e 83, respectivamente) e roubos (11 e 06).

Cidades da região metropolitana também se destacaram no levantamento. É o caso de São Gonçalo, que teve 165 furtos e 18 roubos. Já em Nova Iguaçu, foram 11 furtos. Terceiro município com maior quantidade de roubos registrados, Duque de Caxias somou 16 situações do tipo entre 2014 e 2017.

Continua após a publicidade
Publicidade