Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Após mobilização, governo federal desiste de leiloar Palácio Capanema

Nesta sexta (20), às 16h, o movimento Ocupa MinC fará um abraço simbólico no prédio, como forma de protesto

Por Marcela Capobianco 20 ago 2021, 12h55

Após a intensa mobilização de vários setores da sociedade contra a possível venda do Edifício Capanema num leilão, o governo federal desistiu de desfazer do icônico imóvel.

Segundo o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, André Ceciliano (PT), o ministro da economia, Paulo Guedes, vai retirar a antiga sede do Ministério da Educação e Cultura, localizado na Avenida Graça Aranha, no Centro, da lista de bens que serão leiloados.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

No entanto, ainda não houve comunicação oficial do governo federal sobre a decisão. André Ceciliano se reuniu com o governador do Rio, Claudio Castro, para discutir a possibilidade de comprar o Capanema, divindo os gastos.

+ Eduardo Paes: “Nunca tivemos tantos casos de Covid-19 este ano ano”

Também houve reunião com representantes da cultura que são contra a venda do edifício.

Continua após a publicidade

+ Oi Futuro recebe instalação cênico-teatral

Nesta sexta (20), às 16h, o movimento Ocupa MinC fará um abraço simbólico no prédio, como forma de protesto. A manifestação foi batizada de Trincheira Capanema.

O prédio foi projetada pelo arquiteto e urbanista Lúcio Costa e sua equipe, composta por Carlos Leão, Affonso Eduardo Reidy, Ernani Vasconcellos, Jorge Moreira, Oscar Niemeyer, em 1937.

+ Centenário de Lygia Clark é comemorado em mostra em Botafogo

À época, a equipe teve como referência estudos feitos pelo arquiteto franco-suíço Le Corbusier, que esteve no Brasil em 1936, convidado pelo Ministro Gustavo Capanema. Sua construção terminou em 1945.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 12,90/mês