Clique e assine por apenas 4,90/mês

Filho de Crivella representa a prefeitura em evento oficial

Em julho, Justiça instituiu multas de R$ 10 mil para a prefeitura e R$ 5 mil para Marcelo Hodge caso continuasse a participar da agenda oficial

Por Redação VEJA RIO - 15 nov 2017, 18h00

Parte do calendário oficial de corridas da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer do Rio de Janeiro, a 2º Corrida Cristã com Crivella aconteceu nesta quarta (15) e teve Marcelo Hodge, filho de Crivella, como representante do prefeito. Segundo decisão da justiça, Marcelo não poderia participar de eventos oficiais da prefeitura sob pena de multas: R$ 10 mil para a prefeitura e R$ 5 mil tanto para o prefeito quanto para o filho.

Na ocasião, Marcelo Hoge participou da corrida de 5 km e se pronunciou afirmando que tinha certa relação com os organizadores do evento. A prefeitura não se posicionou sobre o assunto.

Em fevereiro, Marcelo Hodge Crivella foi afastado do secretariado da Casa Civil pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sob suspeita de nepotismo em ação movida pelo advogado Victor Travancas. Depois, em Junho, Marcelo apareceu em um vídeo comemorativo do aniversário do Instituto de Medicina Veterinária e também em fotos de um evento na Cidade das Artes, mas a prefeitura alegou que não se tratavam de eventos oficiais.

Publicidade