Continua após publicidade

É campeã: Imperatriz vai do inferno ao céu com enredo sobre Lampião

Atrás dela vieram Viradouro, Vila Isabel, Beija-flor, Mangueira e Grande Rio, que desfilam no Sábado das Campeãs; o Império Serrano foi rebaixado

Por Paula Autran
Atualizado em 22 fev 2023, 18h42 - Publicado em 22 fev 2023, 18h01

Diferentemente do tema de seu enredo, Lampião, a Imperatriz Leopoldinense foi ao céu e ficou por lá no Carnaval de 2023. Após 22 anos de espera – um verdadeiro inferno para uma escola que em 2020 estava no grupo de acesso e no ano passado quase caiu novamente – a verde e branca de  Ramos voltou a ser a grande campeã dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial. Desde o início da apuração nas cabeças, a agremiação foi a quarta a se apresentar na noite de segunda (20) e acumulou 269.8 pontos. Atrás dela vieram Viradouro, Vila Isabel, Beija-flor, Mangueira e Grande Rio, que desfilam no Sábado das Campeãs. O Império Serrano foi rebaixado.

+ Fuja de golpes: veja como comprar ingressos para o Desfile das Campeãs

Com enredo de Leandro Vieira,  a Imperatriz Leopoldinense conquistou seu nono título celebrando a vida e a morte de Lampião à moda do cordel. Com “O aperreio do cabra que o excomungado tratou com má-querença e o santíssimo não deu guarida”, o carnavalesco, que já havia trazido a escola de volta da Série Ouro ao Grupo Especial, explorou a cultura nordestina. A bateria, por exemplo, fundiu xaxado e baião ao samba. Expedita Ferreira,  única filha de Lampião e Maria Bonita, participou  do desfile, que contou com 3.000 componentes divididos em 24 alas, com cinco carros e dois tripés.

“Fazer parte de uma história bonita dessas é muito especial”, comemorou o carnavalesco, que passou o dia com dor de barriga e acompanhou a leitura das notas de casa, mas já foi para a quadra comemorar. “A cultura brasileira é uma inspiração constante. Todos os meus carnavais são marcados por este namoro com a cultura brasileira. Eu sigo apaixonado por ela”, acrescentou.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

“Muito obrigada, Complexo do Alemão. Sem ele não somos nada”, agradeceu a presidente da escola, Cátia Drumond, que anunciou 15 mil latas de cerveja para a comemoração na quadra, nesta quarta (22).

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.