Clique e assine por apenas 7,90/mês

Crise atrasa abertura da filial carioca da Le Cordon Bleu

Prevista para começar a funcionar em 2013, a tradicional escola de gastronomia francesa está com as obras paradas, à espera de recursos para sua finalização

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 5 dez 2016, 11h02 - Publicado em 30 set 2016, 16h08

Anunciada para começar suas atividades em 2013, a a filial carioca da Escola de Gastronomia Le Cordon Bleu na Rua da Passagem, em Botafogo, não tem previsão de abertura. As obras, orçadas em R$ R$ 4 milhões, estão paradas. Já foram gastos R$ 7,6 milhões e ainda são necessários R$ 4 milhões para sua conclusão. Desde março de 2012, quando foi anunciada pelo então governador Sergio Cabral para o ano seguinte, a abertura da primeira unidade da renomada instituição francesa – com unidades no Peru, na Europa, nos Estados Unidos, no Canadá e na Ásia – já teve vários prazos divulgados. Os primeiros cozinheiros formados pela escola deveriam apresentar suas criações durante a Copa do Mundo 2014 e a Rio 2016. 

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) justifica o atraso do projeto pela crise financeira do estado, mas garante que 95% das obras já estão concluídas e que ele não será abandonado. Segundo a instituição, a Cordon Bleu tem colaborado na busca de recursos privados para a finalização do projeto.

 

Publicidade