Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Covid: sem estoque, vacinação de idosos de 75 anos é suspensa no Rio

Imunização estava marcada para esta sexta (12) e sábado (13); prefeito diz que procura nos postos de saúde foi 'acima da expectativa'

Por Da Redação 12 mar 2021, 12h04

O calendário de vacinação da cidade sofreu mais uma alteração. Eduardo Paes anunciou, na noite desta quinta (11), que a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em idosos de 75 anos está suspensa. A ação estava prevista para acontecer nesta sexta (12) e no sábado (13), mas não há imunizantes em estoque. Essa é a terceira vez que a prefeitura interrompe as imunizações pelo mesmo motivo.

Covid: ‘Se não parar, o Rio estará em calamidade em 30 dias’, diz Mandetta

“Infelizmente teremos que suspender a vacinação prevista para amanhã e sábado para pessoas de 75 anos. Tivemos uma procura acima da expectativa e não temos garantia de que as doses que já dispomos sejam suficientes”, escreveu o prefeito em seu Twitter. Ele, no entanto, garantiu que a aplicação da segunda dose está mantida.

Covid: pressionado, Paes mantém restrições mas amplia horário de bares

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, afirma que o fim do estoque antes do previsto foi causado pela migração de milhares de moradores de municípios vizinhos para se vacinarem no Rio, aliada à entrega de uma remessa menor de imunizantes pelo Ministério da Saúde.

Continua após a publicidade

Há dez anos, Caetano Veloso estacionava no Leblon: ‘Momento histórico’

De acordo com Soranz, 5 mil pessoas de Duque de Caxias, 4 mil pessoas de Nova Iguaçu e 3 mil de Niterói vieram se vacinar no Rio. Ele defende a adoção de um calendário único de vacinação para a região metropolitana, o que evitaria que essa situação se repita. “As pessoas poderiam então se vacinar perto das suas casas”.

Covid-19: vacina traz de volta o convívio entre avós e netos

Um total de 460 mil doses já foram aplicadas no Rio. Destas, segundo o secretário, 42 mil — ou quase 10% — foram “para outros munícipes”. “No Sistema Único de Saúde todas as pessoas podem se vacinar em qualquer unidade de qualquer município”, diz.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade