Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Covid-19: após lockdown, Búzios tem aglomeração recorde e bares multados

Proibidas de funcionar, boates mudam o foco e passam a funcionar como revendedoras de bebidas; 'É uma multidão, não tem como dispersar', diz fiscal

Por Da Redação 30 dez 2020, 17h23

Menos de quinze dias depois de passar por um lockdown que causou a fúria dos comerciantes locais (e acabou sendo revertido em 48 horas), Búzios voltou a apresentar aglomerações. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram que não há distanciamento nem uso de máscaras na Rua das Pedras e na Orla Bardot, dois pontos de concentração de bares e restaurantes da cidade.

Coronavírus: Festa no Leblon para 2 mil pessoas é interditada; veja vídeo

Agentes da Coordenadoria de Postura do município receberam denúncias sobre o desrespeito às medidas de segurança e na noite desta terça (29) notificaram pelo menos dez estabelecimentos em alguns pontos da cidade – alguns deles são, fundamentalmente, boates. Elas perceberam uma brecha na lei e mudaram o foco: passaram a funcionar como revendedores de bebidas.

Brasil passa a exigir teste negativo de covid-19 para entrada no país

É que os decretos municipais 1.533 e 1.536 determinam redução da capacidade máxima de ocupação dos estabelecimentos e proíbem festas, eventos e shows com cobrança de ingresso. Bares podem funcionar, também sem lotação total – e como os clientes estão do lado de fora, em pé, não há como a fiscalização controlar a aglomeração.

Réveillon de Neymar: dez curiosidades sobre as festas do jogador

“Os empresários fizeram essa malandragem. O funcionário fica levando os pedidos para quem está aglomerado do lado de fora”, disse a VEJA RIO um dos fiscais que participam da operação pré-Réveillon na cidade. “Não tem como dispersar toda essa multidão. É uma garotada que não usa máscara e que já fica alterada quando a gente chega para pedir respeito ao distanciamento”.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Entre os estabelecimentos multados nesta terça (29) estão a boate Privilège (reincidente) e os bares Zapata, Buda Beach e Mix Drinks. As imagens das aglomerações foram feitas por moradores, assim como as denúncias à Prefeitura. O levantamento mais recente mostra que Búzios tem 2 686 casos e 28 mortes registradas em decorrência da contaminação pela Covid-19.

Continua após a publicidade
Publicidade