Clique e assine com até 65% de desconto

Coronavírus: Carnaval no Sambódromo não tem previsão de data, diz Liesa

Liga das Escolas de Samba afirma que decisão depende também da prefeitura e do governo do estado; nos bastidores, já se fala em adiar a festa para julho

Por Cleo Guimarães 13 jul 2020, 14h14

Alô, povão, agora é sério. Se já havia fortes indícios de que o próximo Carnaval não acontecerá em fevereiro como previa o calendário pré-pandemia, agora é a própria Liesa quem confirma a incerteza sobre a realização da festa. Procurada por VEJA RIO, a Liga das Escolas de Samba confirmou, por meio de sua assessoria, que “não há a menor previsão” para os desfiles na Sapucaí, “até porque essa decisão também depende do governo municipal e estadual”.

Só a vacina salva o carnaval de rua

Nos bastidores, fala-se em “meio do ano” como uma época propícia, em termos de segurança, para o Carnaval. Financeiramente, há uma questão que preocupa a Liesa: como 70% da sua arrecadação vem da venda de ingressos, se o protocolo para a reabertura do Sambódromo incluir uma medida de diminuição de mais de 30% na capacidade do público, a festa já fica inviável economicamente.

Renato Gaúcho: ‘PM não me expulsou da praia, só pediu para eu não sentar’

Os sinais de que o próximo Carnaval não será como os que passaram foram se tornando mais evidentes nas últimas semanas – o anúncio do preço dos ingressos para turistas estrangeiros, normalmente feito no início de julho foi adiado; a Globo, detentora dos direitos de transmissão dos desfiles, suspendeu o início dos pagamentos às escolas, e em seu comunicado, põe em xeque a realização do Carnaval na Sapucaí em 2021. “A dúvida, neste momento, é se, por conta dos impactos da pandemia de Covid-19, haverá desfiles no ano que vem. Por causa desta incerteza, a emissora não iniciou, até o momento, o pagamento dos valores referentes a 2021. A TV Globo aguarda a evolução da situação”, informou a emissora, em nota à imprensa.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade