Clique e assine com até 65% de desconto

Coronavírus: 45% dos cariocas reprovam atuação de Bolsonaro na crise

Pesquisa do Instituto GPP também mostra que 87% da população está muito preocupada com a pandemia; mulheres são mais obedientes às regras de isolamento

Por Cleo Guimarães Atualizado em 2 abr 2020, 17h03 - Publicado em 2 abr 2020, 16h47

A atuação do presidente Jair Bolsonaro na crise do coronavírus é considerada ruim ou péssima por 44.7% dos cariocas, revela uma pesquisa do Instituto GPP feita entre os dias 21 e 23 de março. Do total de entrevistados, 24,6% acham a performance de Bolsonaro ótima ou boa, e 25% regular, sendo que 5,5% não souberam responder. Foram ouvidas 800 pessoas.

Quarentena: com ruas desertas, Osklen é invadida e saqueada em Ipanema

Segundo a pesquisa, é entre os jovens, com idade entre 16 e 24 anos, que Bolsonaro tem a pior avaliação: 64% consideravam a sua atuação ruim ou péssima. Entre as pessoas com maior nível de instrução (superior completo), o capitão também não foi bem e teve 55,1% de rejeição. Dentro desse grupo de maior grau de escolaridade, porém, 23,8% consideravam a postura do presidente ótima ou boa e 18,9% regular, o que, somados, representam um total de 42,7%.

Coronavírus: ‘gabinete de crise’ de Crivella está em pânico

A pesquisa também perguntou qual era o nível de preocupação dos cariocas com o Covid-19: 87% se disseram muito preocupados e apenas 6,1% pouco ou nada preocupados. Os evangélicos representaram a parcela de entrevistados com menor preocupação em relação à doença: 12,2%. Já 2% dos católicos se disseram pouco preocupados com a disseminação do coronavírus.

Coronavírus: Rio tem 697 casos em 85 bairros; Barra ainda lidera ranking

Na ocasião, 69,4% dos cariocas entrevistados afirmaram que estão seguindo “totalmente” as orientações das autoridades; 26,5% disseram seguir “em parte” e 3,5%, “muito pouco” ou “nada”. Neste quesito, as mulheres (75,7%) são mais obedientes no cumprimento das regras de isolamento do que os homens (61,5%). A população da região de Jacarepaguá é a que, segundo o resultado da pesquisa, mais seguia as orientações das autoridades (81,6%).

+ Para receber a Veja Rio em casa, é só clicar aqui.

Continua após a publicidade
Publicidade