Continua após publicidade

Casos de chikungunya disparam em meio a epidemia de dengue no Rio

O município já ultrapassou a média de casos previstos para o primeiro trimestre deste ano

Por Redação
7 mar 2024, 15h53

O município do Rio concentra mais da metade dos casos de chikungunya registrados no estado, de acordo com o Observatório Epidemiológico do Rio (EpiRio). Até agora, dos 1.053 diagnósticos, 514 foram na cidade. A doença em questão é também transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengu e da zika.

+ Triste ranking: Rio lidera registros de agressão a entregadores de app

O município já ultrapassou a média de casos previstos para o primeiro trimestre deste ano, em meio à epidemia da dengue. O estudo diz também que o risco de morte por chikungunya continua até três meses após o início dos sintomas.

Compartilhe essa matéria via:

Entre os principais sintomas estão a febre alta de início repentino e dores intensas nas articulações, que podem se tornar crônicas e persistir por anos. O paciente ainda pode apresentar dores nas costas, pelo corpo, erupções avermelhadas na pele, dores de cabeça, dor de garganta, calafrios, náuseas, vômitos e diarreias.

Ainda não há tratamento antiviral específico para a doença, apenas para o controle dos sintomas. Recomenda-se hidratação e repouso.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.