Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Prefeitura multa CBF por testes falsos e aglomeração no Maracanã

Entidade não seguiu os protocolos sanitários para o combate à pandemia da Covid-19, e infrações são consideradas 'gravíssimas'

Por Da Redação 12 jul 2021, 12h39

Não há como negar – vídeos na internet comprovam a aglomeração e o tumulto na entrada do Maracanã, neste sábado (10), na final da Copa América, disputada entre Brasil e Argentina. Foram essas imagens que embasaram a multa “gravíssima”, de R$ 54 mil, aplicada pela Prefeitura do Rio à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Chegou a vez dos 30: veja quem pode ser vacinado no Rio nesta semana

De acordo com a Vigilância Sanitária, a CBF, organizadora do evento, descumpriu as regras de segurança determinadas pela Conmebol e pela prefeitura. As infrações observadas in loco e confirmada pelos vídeos foram as seguintes:

Hein? Madonna no Rio em agosto? Entenda

Aglomeração nos acessos ao estádio gerado pela desorganização no credenciamento de convidados, pois não houve escalonamento de horário de chegada à partida, além da insuficiência da estrutura de acolhimento montada pelo organizador;

Parte significativa do público insistia em permanecer sem máscara facial e desrespeitando o distanciamento mínimo estabelecido de 2 m entre grupos e famílias;

Continua após a publicidade

Não foi realizado testagem dos convidados no local da partida, por meio da pesquisa de antígeno por swab, conforme pactuado pelo organizador no Protocolo Sanitário submetido à aprovação da SMS. Observação: tendo em vista a denúncia de que convidados teriam apresentado testes RTC PCR supostamente falsos, a SMS fará o rastreamento por amostragem e que, caso se comprove tal prática, tomará as medidas pertinentes.

Ex-atleta olímpica critica Yasmin Brunet: ‘Precisa de choque de realidade’

A autorização para a entrada de convidados no Maracanã foi concedida pela Prefeitura na última sexta (9), véspera do jogo. A Secretaria Municipal de Saúde atendeu ao pedido da Conmebol e permitiu que o estádio recebesse cerca de 10% da sua capacidade máxima. Foram distribuídos então 4.400 convites.

Vetada nos Jogos, Yasmin Brunet critica COB: ‘Eu não iria a passeio’

No Diário Oficial, a Secretaria obrigava “a acomodação do público sentado, assegurando o espaçamento mínimo de metros entre cada indivíduo ou família“; e “o controle de acesso de público inclusive nos locais de testagem e demais ambientes do estádio”.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade