Continua após publicidade

CBF e Hemorio se juntam para campanha de doação de sangue

O Metrô também é parceiro e distribuirá 500 bilhetes unitários para os doadores, assim como empresa de táxi que dará descontos

Por Redação
21 nov 2022, 16h20

O Instituto Estadual de Hematologia do Rio de Janeiro (Hemorio) lança nesta segunda-feira (21) a campanha “Copa da Solidariedade”, para estimular a doação de sangue e reforçar os estoques no estado. A ação conta com o apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que divulga a campanha em suas redes e vai presentear os doadores mais antigos com camisas oficiais da seleção.

+ Gal ou Tijucana? Como será batizada a preguiça gigante do Parque Nacional da Tijuca

O movimento, que também celebra o Dia Nacional do Doador de Sangue, comemorado em 25 de novembro, vai até o próximo dia 30 e fará coletas tanto no Hemorio, quanto no Largo da Carioca, no Centro da cidade.

Segundo o instituto, desde o início do ano, houve queda nas doações, com quase 3 mil bolsas de sangue a menos em relação ao mesmo período de 2021. O instituto afirma que essa redução causa impactos no atendimento médico de emergências, maternidades e unidades de saúde do estado.

Continua após a publicidade

Além da CBF, são parceiros do Hemorio na campanha o Metrô, que distribuirá 500 bilhetes unitários para os doadores, e o aplicativo 99, que dará R$ 30 de desconto para cada viagem iniciada ou encerrada na sede do instituto, que fica na Rua Frei Caneca, número 8, no Centro, através do cupom HEMORIO99, na categoria 99Pop. O Hemorio funcionará mesmo no horário dos jogos do Brasil na Copa, mantendo seu atendimento todos os dias, incluindo feriados, das 7h às 18h.

Compartilhe essa matéria via:

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais. Devem portar ainda um documento de identidade do responsável. É importante evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes. Tatuagem e piercing impedem a doação por seis meses.

Continua após a publicidade

Há ainda impedimento para quem teve hepatite após os 10 anos ou esteve exposto a doenças transmissíveis pelo sangue (sífilis, Aids, hepatite e doenças de Chagas). Mulheres grávidas ou amamentando e usuários de drogas não podem doar.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Quem foi infectado pela covid-19 pode doar após 10 dias do desaparecimento dos sintomas e quem já recebeu a vacina pode doar após sete dias (48h em caso de Coronavac). Para mais informações, pode ligar para o Disque Sangue, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 7h às 17h, pelo número 0800 282 0708.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.