Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Intolerância religiosa: Rio registra mais de 30 ocorrências contra cultos em 2021

Em 2020, foram 23 notificações no estado. Polícia Civil contabilizou 1 564 casos que podem estar relacionados à intolerância religiosa no último ano

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 21 jan 2022, 12h11 - Publicado em 21 jan 2022, 12h09

Em 2021, o estado do Rio registrou 33 ocorrências de ultraje a cultos religiosos – dez casos a mais em comparação a 2020. Os dados são do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgados nesta sexta (21), data em que é celebrado o Dia Nacional Contra a Intolerância Religiosa.

+ IPVA 2022: calendário de pagamento começa nesta sexta (21) no Rio; veja

Os casos de ultraje são definidos pelos atos de ridicularização pública, impedimento e/ou perturbação de cerimônia religiosa. 

Compartilhe essa matéria via:

No ano passado, a Secretaria da Polícia Civil contabilizou, ao todo, 1 564 notificações de crimes que podem estar relacionados à intolerância por religião. O número corresponde a mais de 4 casos por dia, em média. Entre as ocorrências, 166 estão relacionadas ao preconceito de raça, cor, religião, etnia e procedência nacional, caracterizado pela inferiorização de todo um grupo ético-racial.

+ Volta às aulas: Procon encontra variação de quase 300% em preços de material escolar

Continua após a publicidade

Reconhecendo a existência de casos subnotificados no Rio, o ISP alerta sobre a importância de denunciar os crimes de injúria. “Sabemos que esses números são subnotificados, mas o estado do Rio possui meios que facilitam os registros de ocorrência. Nossa Constituição assegura o livre exercício de todos os cultos religiosos e temos a obrigação de proteger esse direito”, diz a diretora-presidente Marcela Ortiz.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Os crimes podem ser registrados em qualquer delegacia policial do estado e pela Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), especializada no atendimento de vítimas de racismo, homofobia e intolerância religiosa.

Nesta sexta (21), a Coordenadoria Executiva de Diversidade Religiosa da Prefeitura do Rio lançou uma cartilha com instruções de combate à intolerância religiosa, disponível de forma on-line.

Como denunciar casos de preconceito racial e religioso no Rio

  • Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância
    Endereço: Rua do Lavradio, 155 – Centro.
    Funcionamento: das 9h às 18h.
    Telefone: (21) 2333-3509
  • Delegacia Online da Secretaria de Estado de Polícia Civil
    Acesse: https://dedic.pcivil.rj.gov.br/
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado, com Blogs e Colunistas que são a cara da cidade.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

App Veja para celular e tablet, atualizado mensalmente com todas as edições da Veja Rio

a partir de R$ 12,90/mês