Continua após publicidade

Como vai funcionar a CasaG20, com curadoria de Ruy Castro e Nelson Motta

Espaço montado pelo Governo do estado na Laura Alvim, em Ipanema, vai promover a identidade fluminense para o mundo e o intercâmbio entre culturas

Por Da Redação
11 mar 2024, 14h31

No ano em que líderes e chefes de estado das 19 maiores economias do mundo, mais a União Africana e União Europeia, farão sua conferência no Rio, em novembro, a Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, foi transformada em Casa G-20. O espaço foi montado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro para promoção da identidade fluminense e intercâmbio cultural entre Brasil e as demais nações presentes ao encontro. No endereço acontecerá uma série de eventos, com curadoria dos jornalistas e escritores Ruy Castro e Nelson Motta.

+ Cultura em alta: estado e prefeitura revitalizam teatros e museus

“A Casa G20 é uma junção de esforços da Secretaria de Cultura, da Funarj, da nossa equipe de Relações Internacionais e da comunicação, potencializando no espaço uma experiência única para troca de ideias e culturas. Vamos promover nosso estado e as ações desenvolvidas pela nossa gestão, que estão em acordo com os temas debatidos pelos fóruns do G20. É um espaço em que o mundo vai mesmo se encontrar no Rio de Janeiro”, diz o governador Cláudio Castro.

A Laura Alvim foi escolhida devido à proximidade com as orlas de Ipanema e Copacabana, onde devem se hospedar os principais nomes da diplomacia internacional. Ruy Castro será responsável por uma exposição especial, com foco nas narrativas culturais e sociais do estado. Já Nelson será o curador de uma programação musical com 18 shows, que vão acontecer a cada 15 dias ao longo de oito meses. As datas ainda não foram divulgadas.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

“A Casa G20 celebra o encontro das artes com a diplomacia, tornando-se uma verdadeira embaixada cultural, com programação gratuita e acessível para todos. Ocuparemos até novembro este importante equipamento cultural, sempre pensando na integração, no diálogo e na construção de ações que celebram a vocação do Brasil de unir povos, culturas mostrar o melhor do Rio de Janeiro para o mundo“, destaca Danielle Barros, secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, que patrocina a ação, via Lei de Incentivo à Cultura, ao lado da Enel. A realização do Instituto BR e Quitanda Produções.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.