Continua após publicidade

Carioca critica túmulos de famosos no São João Batista e viraliza no X

Paulo Albuquerque, que também viralizou após avaliar as estações de metrô do Rio, mostrou imagens dos túmulos de Cazuza, Santos Dumont e outros ícones

Por Redação
25 mar 2024, 14h37

Após viralizar na rede social avaliando as estações de metrô do Rio, o carioca Paulo Albuquerque repercutiu neste domingo (24) com uma thread no X (ex-Twitter) sobre túmulos de ícones brasileiros e “poderosos da sociedade”. O ‘crítico’ passeou pelo Cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio, para avaliar a estrutura e as condições dos túmulos em que figuras famosas foram enterradas, como Santos Dumont, Tom Jobim, Carmen Miranda, Heitor Villa-Lobos e José de Alencar.

+ Caso Marielle: os próximos passos da investigação após prisão de mandantes

A primeira avaliação ‘sincerona’ foi da sepultura do cantor Cazuza. “O cara passou a carreira inteira declarando que era exagerado e fizeram um túmulozinho de merda desse pra ele. Fica aí a reflexão”, criticou Paulo. O carioca soltou o verbo também para falar do túmulo onde está Oscar Niemeyer – desta vez, não para criticar a estrutura, mas o próprio arquiteto renomado. “O cara foi sepultado numa construção muito melhor do que todas as coisas que ele próprio já projetou na vida. Arquitetozinho de quinta”, polemizou na legenda.

Os posts da thread também chamam atenção para construções inusitadas e consideradas “bregas” pelo autor. “Isso daqui pra mim não existe. O desejo do colega era ser enterrado dentro de um ELEVADOR. Milionário é uma praga”, escreveu na legenda da foto que mostra o inesperado túmulo.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

Uma das maiores críticas de Paulo foi para as sepulturas em estilo romano. “Enterram um sujeito numa construção romana imensa e acharam que ninguém ia perceber. Detalhe: tem sistema de escoamento e tudo. Enquanto isso, enchente no Rio para os pobres”, criticou ele. “Nova Roma essa cafonice? Eu não sei que tanto tesão é esse que rico tem com Roma. Cruz credo”, opinou em seguida sobre outras construções e estátuas inspiradas na Roma Antiga. 

A família Guinle, uma das mais tradicionais do Rio, também não fugiu da desaprovação. “Para quem não sabe, foram os fundadores do Rio de Janeiro moderno. A família mais influente do século XX. Dito isso, achei cafoninha”, escreveu.

Continua após a publicidade

+ Chuva causa 8 mortes no interior do Rio; 594 pessoas estão desabrigadas

A falta de cuidado e descaso com túmulos de grandes nomes, como o cineasta Glauber Rocha, o poeta Carlos Drummond de Andrade, o jogador Nilton Santos e o escritor José de Alencar foram criticados. “Onde está a Academia Brasileira de Letras para dar uma reforma no túmulo do segundo maior romancista da história? O túmulo é bonito, só precisa de uma repaginada, canalhas”, ressaltou Paulo. 

Já outros ganharam elogios, como o do pioneiro da aviação no Brasil, Santos Dumont. “Admita. O pai da aviação tem um ótimo túmulo”, disse na legenda da foto, que mostra o grande túmulo em formato de montanha com uma estátua no topo do personagem mítico Ícaro. 

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

O professor também destacou curiosidades, como o fato de Carmen Miranda, portuguesa que acabou se tornando um ícone brasileiro, ter escolhido a cidade do Rio para seu descanso eterno “Pouco se fala que a Carmem Miranda é portuguesa, fez a vida em Nova York, mas escolheu ser enterrada aos pés do Cristo Redentor na cidade maravilhosa. E há quem diga que essa não é a maior cidade de todos os tempos”, afirmou Paulo.

Veja a thread completa:

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.