Clique e assine por apenas 4,90/mês

Registro de estátua roubada na Glória será feito nesta segunda

A escultura em bronze pesa cerca de 400 quilos, tem em torno de dois metros de altura e representa a mãe do Marechal, D. Rosa Paulina da Fonseca

Por Carolina Barbosa - Atualizado em 17 fev 2020, 15h53 - Publicado em 17 fev 2020, 15h52

Uma estátua de  cerca de 400 quilos e 2 metros de altura foi furtada de um monumento em homenagem a Marechal Deodoro na Glória, Zona Sul do Rio, segundo a Gerência de Monumentos e Chafarizes do Rio, vinculada à Secretaria de Conservação. A escultura representa a mãe do primeiro presidente do Brasil, D. Rosa Paulina da Fonseca.

Em nota, o órgão informou que a Gerência fará o boletim de ocorrência (BO) nesta segunda (17) e, em seguida, a polícia dará início à investigação do caso. Atualmente, estão sob seu guarda-chuva 1 371 monumentos (entre bustos, esculturas, estátuas, relógios e chafarizes). Também mantém um contrato de manutenção no valor de cerca de R$ 900 mil.

“No caso de vandalismo ou furto de grandes peças, como a da mãe do Marechal, é necessário fazer um levantamento orçamentário, depois uma licitação para que seja confeccionada uma nova escultura e feita a reposição”, informou a Gerência na nota.

Publicidade