Clique e assine por apenas 4,90/mês

Bar Luiz entra em recuperação judicial e ganha sobrevida

Com a decisão, a casa ganha um prazo para implementar o pagamento de 2 milhões de reais aos seus credores e passa a ter o direito de abrir filiais

Por Carolina Barbosa - 10 fev 2020, 13h39

Fundado na Rua da Assembleia em 1887, época em que dom Pedro II comandava o Brasil, o Bar Luiz, transferido para o atual endereço, na Rua da Carioca em 1927, teve seu pedido de recuperação judicial deferido pela justiça na última quinta (6). Com a decisão, o centenário ponto não corre mais o risco imediato de fechar as portas. Desse modo, a casa dedicada à culinária alemã ganha um prazo para implementar o pagamento de 2 milhões de reais aos seus credores e passa a ter o direito de abrir filiais pela cidade.

Em setembro do ano passado, diante de dificuldades que o estabelecimento vinha passando nos últimos anos, a proprietária, Rosana Santos, anunciou que encerraria as atividades. Uma corrente de solidariedade, no entanto, formou-se e a decisão foi repensada, mantendo o reduto de portas abertas.

Em nota, a assessoria de imprensa do Bar Luiz divulgou que “a recuperação judicial ganha espaço num momento de cruciais mudanças internas no bar, todas com vistas à implementação de boas práticas de governança, ao pagamento de credores e à abertura de terreno para investidores”.

Em janeiro deste ano, a gerência da casa ganhou reforço com a chegada de novos integrantes na equipe, a exemplo da ecochef Ciça Roxo, do bartender Waldeck Rocha da consultora Rô Gouvêa.

Continua após a publicidade

 

 

 

Publicidade