Continua após publicidade

Adote uma bailarina: projeto Ballet Manguinhos pede ajuda para se manter

Fundado há 11 anos, projeto atua em bairro com um dos IDHs mais baixos da cidade e contribuiu para a diminuição da gravidez na adolescência entre as alunas

Por Redação VEJA RIO Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 23 Maio 2023, 18h17 - Publicado em 23 Maio 2023, 18h16

Fundado há 11 anos, o Ballet Manguinhos, que oferece aulas de balé e circo a 250 crianças e adolescentes, enfrenta uma grave crise financeira. Sem patrocinador, o projeto está em busca de apoiadores para continuar funcionando. É possível ajudar por meio do projeto Adote Uma Bailarina, com um apoio mensal, ou por doação direta, por pix ou transferência bancária, no site da ONG.

+ Tá salgado! Ipanema e Gávea puxam alta nas taxas de condomínio

Tudo começou em 2012, com aulas de balé ministradas pela educadora física Daiane Ferreira nos fundos de uma igreja na favela da zona norte. Logo a instituição cresceu, contemplando mais crianças e oferecendo mais atividades, como informática e incentivo à leitura. Em 2021, Daiane morreu devido à Covid-19, e hoje Carine Lopes dirige a instituição.

Compartilhe essa matéria via:

Ela e Idarah Correa, irmã de Daiana, participaram do quadro The Wall, do Domingão do Huck, em 5 de fevereiro,  quando arrecadaram 310 mil reais. Com o dinheiro, instalaram ventiladores nas salas, deram um kit com uniforme para cada aluna e estão conseguindo tocar o projeto. Mas precisam de mais apoio, já que os custos  de manutenção do projeto são altos.

Continua após a publicidade

+ Campanha do agasalho: onde doar casacos e mantas para quem precisa no Rio

O Ballet Manguinhos atua em um bairro com um dos IDHs (Índices de Desenvolvimento Humano) mais baixos da cidade (está em 122º lugar, entre 126 localidades) e trabalha não só a dança, mas também a conscientização dos alunos. A instituição contribuiu, por exemplo, para a redução da gravidez na adolescência entre as participantes, alcançando 0,01% em projeto que atende majoritariamente meninas.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.