Clique e assine por apenas 4,90/mês

Visitantes desrespeitam regras e acesso à Pedra Bonita ficará fechado

Multa para quem descumprir varia de R$ 500 a R$ 10 mil

Por Agência Brasil - 30 jul 2020, 10h08

O Parque Nacional da Tijuca, maior floresta em área urbana do mundo, vai fechar, a partir de sábado (1), o acesso à trilha da Pedra Bonita, um dos pontos turísticos mais visitados da unidade de conservação. Não estará mais permitido fazer a trilha, mas permanecerá liberado o acesso à rampa de voo livre para quem for realizar este tipo de esporte.

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

A medida foi tomada após parte do público, insistir em descumprir as regras temporárias de visitação nas semanas seguintes à reabertura parcial do parque. A decisão ocorreu diante dos episódios dos últimos dias, em que se constatou intensa aglomeração na trilha, no topo e em seu portão de acesso, além do descarte irregular de lixo na Pedra Bonita – mesmo depois de ações de fiscalização (com abertura de processo de multas por essas irregularidades) e de educação ambiental.

+Lava-Jato: leilão de tesouro confiscado de Cabral arrecada R$ 4.6 milhões 

Continua após a publicidade

A manutenção deste fechamento será avaliada semanalmente e o comportamento correto dos usuários nos setores que permanecem abertos pode ajudar na revisão da medida.

Novo fechamento

Caso o desrespeito persista nas outras áreas do parque, existe a possibilidade de que elas também fechem. O parque reforça o pedido aos visitantes para que se informem, antes de sair de casa, sobre as regras de visitação e que, durante a visita, obedeçam às normas. Elas são temporárias e garantem a manutenção da reabertura da unidade.

+Rio pretende fechar todos os hospitais de campanha em agosto 

Continua após a publicidade

Avisos

Desde o dia 9 de julho, banners estão fixados nas guaritas de acesso, onde os guardas patrimoniais também repassam as orientações aos visitantes. A insistência em desobedecer às regras atuais e permanentes de uso do Parque Nacional da Tijuca pode levar a uma autuação de multa, com valores que começam em R$ 500 e, dependendo da gravidade, podem chegar a R$ 10 mil.

+Incêndio criminoso ameaça 15 mil metros quadrados de reserva no Rio 

Publicidade