Clique e assine por apenas 4,90/mês

Academias do Rio reabrem com agendamento prévio

Apesar das medidas para respeitar regras de ouro, clientes insatisfeitos tentaram cancelar planos. Outros se enfileiraram para adentrar os espaços

Por Redação VEJA RIO com Agência Brasil - 3 jul 2020, 10h58

As academias de ginástica e outros estabelecimentos de atividades esportivas reabriram na quinta (3) após quase quatro meses de portas fechadas por conta da pandemia do novo coronavírus. Apesar de os estabelecimentos adotarem estratégias como agendamento prévio dos matriculados por faixas de horário para evitar aglomeração, o que se viu, em diversos lugares, como em frente à Smart Fit da Avenida Bartolomeu Mitre, no Leblon, e de espaços na Lapa e na Zona Norte, foi filas na porta, seja de gente ansiosa para retomar as atividades, ou insatisfeitas, querendo cancelar seus planos.

+Primeira noite de funcionamento de bares tem aglomerações no Rio

De acordo com as regras de ouro de reabertura gradual impostas pela prefeitura, as academias podem funcionar em horário integral, mas com agendamento de horário (o que se fez cumprir na reabertura) para os alunos e limitadas a um terço da capacidade. Além disso, devem ser tomados todos os cuidados sanitários de higienização dos aparelhos, disponibilização de álcool em gel para os frequentadores, uso de máscara pelos funcionários e alunos e distância de 6,25 metros quadrados por pessoa.

+Bares e restaurantes reabrem com restrição de horário e capacidade

Continua após a publicidade

O uso de piscinas está liberado apenas para aulas de natação. Espaços infantis, saunas e spas continuam proibidos. Atividades de crossfit estão liberadas, mas sem o uso de equipamentos de difícil higienização, como pneu e corda naval. Podem ser retomadas as aulas de luta e de dança, mas sem contato físico. O treinamento funcional na praia está autorizado apenas para atividades individuais.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade