Clique e assine por apenas 4,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

Os aromas de frutas dos vinhos tintos

Por Marcelo Copello   Os aromas mais comuns em todos os tipos de vinhos são os de frutas. Não custa lembrar que ao contrário de outras bebidas, comocervejas, não há adição de outras frutas. É só uva mesmo. Quanto descrevemos um vinho citando outras frutas ou especiarias, é uma mera analogia, ok? Nos vinhos tintos por exemplo, o […]

Por marcelo - Atualizado em 25 fev 2017, 17h27 - Publicado em 22 jul 2016, 10h00

Por Marcelo Copello

 

Os aromas mais comuns em todos os tipos de vinhos são os de frutas. Não custa lembrar que ao contrário de outras bebidas, comocervejas, não há adição de outras frutas. É só uva mesmo. Quanto descrevemos um vinho citando outras frutas ou especiarias, é uma mera analogia, ok?

foto vinho tinto flor

Nos vinhos tintos por exemplo, o mais comum são os aromas de frutas vermelhas (como morango e framboesa) ou as frutas negras

(como ameixa, amora e cassis). Em um Pinot Noir (um tinto mais leve), por exemplo, é mais comum encontrarmos aromas que lembram frutas vermelhas, como framboesas. Se for um Malbec (um tinto mais encorpado), é mais típico identificarmos aromas que remetam a frutas negras, ameixas e amoras.

Continua após a publicidade

Em tintos de clima frio ou de colheita mais precoce, predominam os aromas de frutas mais frescas, mais ácidas (sejam vermelhas ou

negras). Em tintos de clima quente ou de colheita mais tardia é mais comum encontrar aromas de frutas bem maduras ou até geléias.

E os aromas de uvas, não aparecem no vinho? Os aromas de uvas são mais típicos de vinhos comuns, de uvas não viníferas, ou ditos

“vinho de garrafão”.

Com um pouquinho de treino você pode perceber tudo isso. Amanhã falo mais de aromas de frutas nos vinhos.

 

Veja também Como comprar vinhos?

Continua após a publicidade
Publicidade